O Projeto Via Láctea é um programa de mobilidade internacional, no âmbito dos estudos culturais, entre duas universidades europeias (a Universidade de Santiago de Compostela e a Universidade do Minho) e duas japonesas (Universidade de Kanazawa e Universidade de Aichi).

As universidades do Minho, Santiago de Compostela, Kanazawa e Aichi Prefectural (ambas no Japão) participam na rede Via Láctea (“Viable International Academic Links across Cultural Ties in Europe and Asia”), que visa a mobilidade de alunos e docentes entre estas instituições. O objetivo deste programa de intercâmbio é potenciar a empregabilidade dos estudantes de humanidades e afirmar o património cultural comum.

O Projeto Via Láctea é um programa de mobilidade financiado pela Agência Executiva da Educação, do Audiovisual e da Cultura, da Comissão Europeia, que visa desenvolver estudos conjuntos, através da mobilidade docente e de estudantes, no âmbito dos estudos culturais. Pretende, em consequência, estreitar as relações culturais ibéricas e japonesas, mas também a consolidação de projetos competitivos conjuntos entre as universidades galegas e do norte de Portugal.

Através deste projeto, 40 alunos e 20 docentes na área da Cultura e Humanidades estarão em mobilidade e práticas profissionais durante cinco meses, tendo bolsas individuais de 6500 euros. Os participantes da Universidade do Minho frequentam as duas universidades parceiras situadas no centro do Japão. O programa engloba atividades de orientação e estágio, aulas teóricas e práticas sobre história, tradição, espiritualidade, arte e tecnologia nipónicas, além de visitas a museus e, por fim, uma viagem a calcorrear os caminhos peregrinos de Kumano e Ise.



Mais informações: http://ww​w.usc.es/vialactea/